• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

CONTATO@CAMILABERNARDES.COM.BR

RUA VITINO ZUCATTI, 280 - CACHOEIRINHA / RS

51 99999.4700

Contato

© 2017 by Garage2127

Please reload

Posts Recentes

Guia prático do quarto perfeito

21/8/2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Design de interiores pode definir o potencial competitivo de uma empresa

Quando pretendemos empreender, investir na nossa profissão, repaginar nossa empresa e transformar o sonho de melhorar a nossa qualidade de vida e dos nossos colaboradores, devemos saber que esse trabalho pode exigir muita organização e empenho, abrangendo aspectos que vão desde o planejamento da construção até a decoração dos ambientes.

 

1/4

É preciso conhecer bem as especialidades envolvidas em cada etapa para que você possa contratar os profissionais adequados e saber exatamente o que exigir deles.

Então saiba que uma das funções mais importantes desse processo é: o design de interiores.

 

Segundo Camila Bernardes, Design de Interiores, esse trabalho é fundamental e importante, pois transforma ambientes, deixa sua empresa com um maior potencial competitivo, agregando valor aos seus serviços e produtos. Pense em funcionalidade e estética, a partir daí impulsione o seu negócio.

 

O QUE É DESIGN DE INTERIORES?

 

Segundo Camila Bernardes, trata-se da formação que se atenta à harmonia e à funcionalidade dos ambientes internos de uma construção. Um projeto de design de interiores se preocupa com o aproveitamento do espaço e sua estética, sem deixar de lado os objetivos propostos pelo cliente, e pode ser feito tanto em ambientes residenciais quanto profissionais – nesse último caso com uma leitura de diferencial competitivo bastante diferenciada.

 

Paleta de cores, acabamentos, escolha e disposição de móveis, objetos e acessórios são alguns dos itens constantes no plano — que é elaborado a partir de princípios como:

  • usabilidade;

  • funcionalidade;

  • circulação no ambiente;

  • simetria;

  • estética;

  • conforto acústico;

  • conforto térmico;

  • ergonomia (preocupação com a disposição adequada de mobiliário para o melhor conforto de pessoas/usuários);

  • luminotécnica (estudo de aplicação de luz nos ambientes).

É importante destacar também que esse tipo de planejamento só pode sugerir interferências no layout dos espaços, ou seja, somente em aspectos que não interfiram na obra física, cita Camila Bernardes.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload