• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

CONTATO@CAMILABERNARDES.COM.BR

RUA VITINO ZUCATTI, 280 - CACHOEIRINHA / RS

51 99999.4700

Contato

© 2017 by Garage2127

Please reload

Posts Recentes

Guia prático do quarto perfeito

21/8/2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Como tornar sua empresa mais competitiva através do Design Interiores

Saiba como atrair seu público-alvo e melhorar as vendas através de estratégias que aliam o design de interiores, gestão e marketing. 

 

A competitividade está cada dia mais acirrada. Com o nosso atual cenário econômico, cada vez mais se torna necessário que as empresas invistam em novas formas de se diferenciarem no mercado, utilizando estratégias para atrair e fidelizar seus clientes.

A competitividade empresarial é, ao mesmo tempo, a grande motivadora para a geração de negócios e para a inovação e também o grande desafio enfrentado diariamente pelas empresas de todos os portes. Os conceitos de diferenciação, design e competitividade acompanham as mudanças dos novos perfis de consumo que surgem com os avanços tecnológicos.

 

O termo Vantagem Competitiva nos remete à necessidade de se obter requisitos e desenvolver atributos que proporcione às empresas melhores condições de competir em relação às condições de seus concorrentes. A vantagem competitiva pode ser entendida como uma situação em que uma empresa, ou até mesmo um profissional autônomo, é diferenciada favoravelmente do seu concorrente, atraindo clientes a partir de pontos que não podem ser imitados ou aplicados a outros negócios.

 

Vantagem competitiva é o posicionamento superior de uma organização frente à corrida por espaço dentro do mercado. Em outras palavras, é o motivo que leva um cliente a escolher fazer negócio com determinada organização e não com a outra, sua concorrente direta ou indireta. 

 

A importância de se adotar uma cultura organizacional

voltada para o design

 

O Design de Interiores pode e dever ser utilizado como uma estratégia competitiva empresarial. Denomina-se design qualquer processo criativo que se utiliza as mais variadas técnicas para conceber algum artefato através da elaboração e concepção de um projeto.

 

As razões deste projeto são fundamentadas em:

 

- Um objetivo

- Solução de um problema.

 

Ou seja, o design é um processo de construção e elaboração de projetos, onde um designer identifica um problema, desenvolve um projeto, e apresenta as melhores soluções. E no que diz respeito especificamente ao design de interiores, o processo é o mesmo.

 

O design tornou-se um componente decisivo no novo cenário competitivo, e está dividindo empresas do segmento de bens de consumo e serviços em dois grandes grupos: as que utilizam o design de forma sistemática e intensiva, e as que ficaram para trás.

 

No livro Gestão Estratégica do Design: como um ótimo design fará as pessoas amarem sua empresa, os autores Brunner e Emery defendem a implantação da cultura do design em todos as etapas de qualquer processo realizado por uma empresa, em todos os níveis hierárquicos. Praticar o design se tornou função de todos. 

 

Quando se pensa em design, a primeira coisa que vem à mente da maioria das pessoas é algo bonito, que dá prazer em olhar. Mas é importante ressaltar que o design vai além da definição estética. O design estabelece o relacionamento entre uma empresa e seus consumidores, assim sendo, o design completo deve incorporar o que eles vêem, interagir e entrar em contato com eles – todas as coisas que eles experimentam sobre a empresa e usam para formar opiniões e desenvolver o desejo pelos seus produtos e serviços.

 

A empresa não deve permitir que esses pontos de referência apenas aconteçam. Eles devem ser projetados e coordenados de maneira a levá-la aonde se quer chegar com seus consumidores, e um desses caminhos é o design de interiores. No caso de um projeto de interiores comercial, além das técnicas de design (como escolha de materiais e revestimentos, mobiliário, iluminação, cores, conforto térmico e acústico, entre outros) também serão inseridas técnicas de gestão e marketing. Elas servem tanto para uma loja de varejo (como comércio de roupas, sapatos, brinquedos, etc.), como para escritórios e salas comerciais (contabilidade, advocacia, consultoria, etc.) ou qualquer outro ambiente que se faz necessário receber e atender clientes (pontos de contato). 

 

Cinco estratégias para utilizar na sua empresa através do Design de Interiores

 

Durante o desenvolvimento de um projeto de interiores, deve-se considerar alguns aspectos que serão determinantes para tornar sua empresa mais competitiva:

 

01 A realização de um briefing bem feito;

02 Estudo do público-alvo a ser atingido;

03 Estudo de layout;

04 Alinhamento do design de interiores com a marca da empresa;

05 Utilização do marketing sensorial.

 

 

 

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload